Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 27/09/2016

Atualidades

Estudantes em SP protestam contra reforma na educação de Temer

Ato começou na Av. Paulista às 17h e foi encerrado às 21h no Ibirapuera. Grupo condena medida provisória anunciada pelo governo federal.

Manifestante com cartaz contra a reforma educacional na Avenida Paulista 


Um grupo de estudantes realizou um protesto na Avenida Paulista, no Centro de São Paulo, na noite desta segunda-feira (26), contra a reforma na educação anunciada pelo governo federal. Os manifestantes se reuniram às 17h no vão livre do Masp. Às 18h50, ocuparam a Avenida sentido Consolação, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Às 20h30, o grupo chegou até a sede estadual do PMDB, partido do presidente Michel Temer, na Rua Manoel da Nóbrega, no bairro do Paraíso. Eles encerraram o ato no Monumento às Bandeiras, no Ibirapuera, um pouco antes das 21h.

“Não queremos somente participar, mas sim tomar as decisões! Tudo nos é imposto de cima, mas nem tudo que cai do céu é sagrado! Estamos revoltados e revoltadas e não queremos migalhas", afirma texto na página de convocação do ato no Facebook.

Eles consideram ilegítimo o governo do presidente Michel Temer que, na visão do grupo, está atacando os direitos da classe trabalhadora e da educação. Também defendem ocupar as escolas como forma de ampliar os protestos. Durante o ato, pediram o fim da Polícia Militar e a saída do governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O governo de Michel Temer apresentou nesta quinta-feira (22) a medida provisória (MP) sobre a reforma do ensino médio. As mudanças afetam conteúdo e formato das aulas, e também a elaboração dos vestibulares e do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A proposta terá de ser aprovada em até 120 dias pela Câmara e pelo Senado, caso contrário, perderá o efeito.

g1.globo.com