Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 16/11/2016

Atualidades

Pastor ‘na cova dos leões’, vereador eleito quer defender pauta evangélica


O Pastor Rinaldi Digilio (PRB), eleito em São Paulo.


No dia em que se tornou vereador em São Paulo, em 2 de outubro deste ano, o pastor Rinaldi Digilio, 42, ouviu um alerta de um colega sobre o que ele vai enfrentar na Câmara Municipal a partir de janeiro. “Pastor, o senhor foi jogado na cova dos leões”.

O velho Testamento conta a história de Daniel, que foi escolhido por um rei para ser um dos presidentes do reino. Invejosos, outros príncipes armaram uma emboscada a partir de uma lei: se alguém fosse flagrado rezando a Deus, seria condenado à cova dos leões. Daniel foi pego e enviado às feras.

 

Eleito com 21 mil votos, Rinaldi Digilio (PRB) quer fim parecido ao do personagem: a salvação dos leões. Na Bíblia, um anjo enviado por Deus segurou a boca dos felinos e Daniel foi libertado.

 

“Estou só há seis meses em um partido”, afirmou ele por três vezes durante a entrevista. Parecia preocupado com uma possível imagem de inexperiente na política: será calouro na Câmara. “H;a pessoas que estão no quinto mandato...”, disse.

 

Ele ainda não sabe como será a convivência com os “leões”, os outros 54 vereadores – três do PRB, ligados à Universal. Nesta edição, Rinaldi foi escolhido para ser o candidato da Quadrangular, uma das maiores igrejas pentecostais do Brasil, com cerca de 2 milhões de fiéis. São 300 templos apenas na capital.

 

Nascido na Vila Prudente, a igreja já havia tentado eleger vereadores na capital, sem sucesso. Dessa vez, Marcos Pereira, ministro da Indústria e Comércio Exterior comandado pela Universal.

 

“Nunca fui político. Minha trajetória é de ajudar às pessoas, por isso consegui votos fora da Quadrangular”, diz Rinaldi. Líder da juventude na igreja, ele comandou auxílios a vítimas de tragédias, como a de Mariana (MG), em 2015.

 

O vereador espera estar na base de apoio do prefeito eleito João Doria (PSDB), e diz que vai levar demandas evangélicas para a Câmara. Uma das ideias é tentar acelerar a regularização de templos.

 

“O processo é demorado. Precisa ter o alvará (de funcionamento), a vistoria dos Bombeiros. Nosso gabinete estará aberto para ajudar as igrejas nesse sentido”, diz.

 

Há outras propostas que ele quer encabeçar, como dois novos modelos de creches: um com cursos de artesanato e informática para crianças, e outro tipo, este dedicado a receber idosos. “Essa casa ficaria com o idoso durante o dia e à tarde o filho buscaria”.

http://folha.uol.com.br/

Leandro Machado