Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 07/12/2016

Atualidades

Gasolina e diesel ficam mais caros nas refinarias por causa reajuste

Resultado apareceu imediatamente nos postos de combustível do país. Alguns postos ainda não mudaram, pois o combustível foi comprado antes.


O preço da gasolina já mudou em várias cidades do estado de São Paulo. O litro do combustível ficou até 20 centavos mais caro em algumas cidades do interior assim que saiu o anúncio da Petrobras.

Na capital, o Sindicato dos Donos dos Postos de Gasolina diz que não tem jeito: se vem aumento, tem que repassar. Em um posto da capital, eles preferiram nem anunciar o preço da gasolina nos cartazes maiores porque ela subiu 10 centavos. Assim como o preço do litro do diesel.

Outros postos ainda mudaram os preços, porque tem combustível comprado antes do reajuste. Mas quando chegar gasolina nova, o preço também vai ser novo. E isso pode acontecer a partir desta quarta (7).

Em Pernambuco, o aumento já chegou também. Em um posto, a gasolina comum, que estava custando R$ 3,39, está por R$ 3,47. A Petrobras reduziu o preço dos combustíveis nas refinarias em outubro e novembro, mas os donos dos postos do Recife não repassaram a queda para o consumidor com o argumento de que o álcool anidro, que entra na composição da gasolina, continuou com preço alto.

Em BH também não teve queda nenhuma para o consumidor. Muito pelo contrário, os postos subiram os preços mesmo com a redução nos valores das refinarias. Na época, teve aumento até de 13 centavos nas bombas.

E agora, com o reajuste anunciado pela Petrobras, vai ser o terceiro aumento em menos de 60 dias. O dono de um posto, por exemplo, disse que ainda está com o estoque antigo, e que por isso não alterou as placas. Mas já na manhã desta quarta-feira (7), quando o novo carregamento chegar, vai subir o preço. Ele só ainda não sabe quanto.

Os motoristas de Porto Alegre até chegaram a sentir um alívio no preço dos combustíveis. Em novembro, a gasolina caiu em média cinco centavos nos postos, um reflexo das reduções que a Petrobras fez nas refinarias. Porém, agora o alívio acabou. As bombas já mostram um valor maior. Segundo o Sindicato dos Revendedores de Combustíveis, o aumento médio no estado é de 12 centavos no litro da gasolina e de 17 centavos no diesel.


Veja também:  Brasil cai em ranking mundial de educação em ciências, leitura e matemática


g1.globo.com

Natália Ariede / Antonio Coelho / Vladimir Vilaça