Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 08/12/2016

Atualidades

Paquistão terá que recorrer a DNA para identificar corpos de queda de avião

Aeronave ATR-42 da companhia aérea Paquistão International Airlines (PIA) se chocou na quarta-feira contra uma montanha no norte do país asiático.

Aeronave ATR-42 da companhia aérea Paquistão International Airlines (PIA) se chocou na quarta-feira contra uma montanha no norte do país asiático


As equipes de resgate recuperaram nesta quinta-feira (8) os corpos das 47 pessoas que viajavam no ATR-42 da companhia aérea Paquistão International Airlines (PIA), que se chocou na quarta contra uma montanha no norte do país asiático.


"Recuperamos 47 corpos das pessoas que viajavam na aeronave. Mas apenas foi possível identificar cinco corpos, por isso terá que recorrer a análise de DNA", disse Latif ur Rehman, porta-voz da Autoridade de Gestão de Desastres da província Khyber Pakhtunkhwa, onde aconteceu o acidente.


Ele destacou que os corpos serão transferidos pelo Exército para hospitais de Islamabad e a cidade vizinha de Rawalpindi, onde acontecerão os trabalhos de identificação.


O Escritório de Comunicação de Exército (ISPR) afirmou, em comunicado, que usarão três helicópteros para realizar o transporte ao longo do dia.


O ATR-42 da PIA decolou na cidade de Chitral rumo a Islamabad às 15h (hora local) e caiu em uma colina na região de Batolmi, perto da cidade de Havelian, segundo a companhia.


Na aeronave viajavam 42 passageiros, cinco tripulantes e um engenheiro da PIA. Entre os passageiros, estavam dois austríacos e um chinês.


O presidente da PIA, Azam Sehgal, afirmou ontem em um entrevista coletiva que os pilotos do avião informaram que um dos dois motores do bihélice ATR-42 parou de funcionar, para pouco depois pedirem ajuda até que finalmente o avião perdeu a comunicação com a torre de controle.


O país asiático viveu em 2010 uma de suas piores tragédias aéreas, quando 152 pessoas morreram num acidente em Islamabad.


Dois anos mais tarde, outro desastre aéreo deixou 138 mortos perto da capital.




Veja também: Terremoto deixa mais de 90 mortos na Indonésia


g1.globo.com