Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 17/01/2017

Atualidades

Músico que cantou e tocou violão em cirurgia se recupera na UTI: 'Está bem'

Médicos conseguiram retirar parte do tumor que estava em seu cérebro. Músico teve que cantar e tocar violão em pleno centro cirúrgico de Barretos.

Reginaldo é cantor há 13 anos e trabalho ajudou na hora de cirurgia em Barretos


O cantor que teve que fazer um pequeno concerto durante uma cirurgia cerebral no Hospital do Câncer de Barretos (SP) está se recuperando bem da operação e deverá deixar a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para ficar em um quarto nos próximos dias. Segundo a esposa do músico, ele está respondendo ao tratamento e os médicos conseguiram retirar boa parte do tumor que estava alocado em seu cérebro.


Reginaldo Oliveira Santos Junior, 31 anos, foi diagnosticado com um tumor no cérebro há aproximadamente 18 meses durante uma consulta a seu médico após passar mal múltiplas vezes por mais de um ano. O músico foi submetido à cirurgia no dia 13 de janeiro e teve que cantar e tocar violão em pleno centro cirúrgico para auxiliar a equipe médica durante a operação.


A esposa do paciente, a auxiliar administrativa Bruna Miranda Costa, afirma que seu marido ainda está internado na UTI, mas já começo a mostrar sinais de que está se recuperando do procedimento cirúrgico."


Por enquanto ele ainda está na UTI. Acabei de vê-lo e ele ainda está sob o efeito de muita medicação então ele está bastante sonolento, mas conversei com o doutor Carlos pela manhã e ele me disse que é um procedimento normal. O Reginaldo fala, conversa, está o tempo todo acordado, mexe os braços e as pernas normalmente e acredito que nesta terça ele vá pro quarto", diz.


O músico foi submetido a uma ressonância magnética nesta segunda-feira (16) e seus parentes ainda aguardam o resultado do exame. Os médicos já adiantaram para a família que o quadro de saúde de Reginaldo é muito bom, mas ainda não é possível determinar qual será o próximo passo no tratamento do paciente.


“Por enquanto ele ainda não me deu nenhum parecer, só me disse que tirou a maior parte do tumor e o que ficou era realmente o que não podia mexer que comprometia alguns sentidos dele e que essa parte que ficou é uma parte que vai ter que tratar agora com quimioterapia ou radioterapia, mas tudo vai depender da patologia do exame que também não saiu ainda”.


O tumor que foi retirado do cérebro de Reginaldo será submetido a análises e apenas após o resultado desses exames terem sido determinados é que o paciente passará ao próximo passo do tratamento.


“Ele já começou até com fonoaudiólogo. Ela já vem fazer trabalho na UTI, mas ele está bem, consciente, se mexendo, falando com algumas restrições por causa da quantidade de medicamentos que ele está tomando, mas está num geral muito bem”, conclui.


Veja o vídeo: 





Veja também: Atividade cerebral explica ligação entre estresse e risco cardíaco, indica estudo


Paciente canta e toca violão durante cirurgia cerebral
Reginaldo cantou música de Roberto Carlos e composição própria em Barretos

g1.globo.com