Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 31/01/2017

Atualidades

Confiança da indústria cresce e atinge maior nível desde maio de 2014

Tanto a avaliação sobre a situação atual quanto a expectativa para os próximos meses melhorou, segundo a FGV.


Confiança dos empresários melhorou no início de 2017, segundo a FGV.


O empresários da indústria estão mais confiante no início de 2017. O índice da Fundação Getulio Vargas (FGV) que mede o nível de confiança desse segmento subiu 4,3 pontos em janeiro, para 89,0 pontos, o maior nível desde maio de 2014 (92,2 pontos).


O aumento da confiança foi observada em 15 de 19 segmentos industriais. O subíndice de expectativas (IE) avançou 4,7 pontos, para 91,0 pontos, e o subíndice da situação atual (ISA) subiu 3,8 pontos, para 87,0 pontos.


A maior contribuição, no caso do índice de IE, partiu do indicador que mede as perspectivas para o pessoal ocupado nos três meses seguintes. O indicador subiu 7,4 pontos, para 89,2 pontos, recuperando a perda acumulada de 6,0 pontos nos cinco meses anteriores.


Também houve aumento do percentual de empresas que projetam aumento do total de pessoal ocupado, de 11,1% para 14,1% do total, e redução da parcela das que preveem diminuição do quadro de pessoal, de 21,7% para 16,7%.


O indicador que mede a satisfação com a situação atual dos negócios exerceu a maior influência no aumento do ISA neste mês. O indicador subiu 5,2 pontos em janeiro, para 82,9 pontos. O percentual de empresas que consideram a situação dos negócios boa aumentou de 10,7% para 16,7% do total; o das que a consideram fraca diminuiu, de 46,7% para 43,5%.


O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI), outro indicador analisado pela pesquisa, subiu 1,7 ponto percentual em relação a dezembro e atingiu 74,6% em janeiro.






g1.globo.com