Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 02/02/2017

Atualidades

Metrô de São Paulo terá Wi-Fi gratuito em 40 estações

Empresa privada fornecerá o serviço, a partir de domingo, e, em troca, vai explorar publicidade


Modelo de lounge. Paradas mais movimentadas receberão espaço com cadeiras e grama.


SÃO PAULO - Estações do Metrô de São Paulo terão pontos de acesso Wi-Fi gratuitos, a partir do próximo domingo. Os equipamentos serão instalados por uma empresa privada, que em troca terá o direito de explorar a publicidade na conexão dos passageiros, em 40 das 61 paradas da rede.

Até agora, apenas seis estações tinham esse tipo de serviço, que era custeado pela empresa, sob responsabilidade da gestão Geraldo Alckmin (PSDB). Segundo o Metrô informa em nota, a companhia havia aberto um chamamento público para agentes privados instalarem o serviço. A ideia era ceder esse direito em todas as estações, em uma divisão por lotes. A empresa N1 apresentou proposta para 40 estações. 

“Durante um ano, o Metrô vai analisar o desempenho do modelo de negócio para aprimorá-lo, se necessário, em contrato de concessão de longo prazo. Com a ativação das estações, o Metrô estima receber R$ 5 milhões por ano” diz a nota.

Acesso. Para se conectar, será exigido do usuário um cadastro prévio em que ele será obrigado a preencher nome, e-mail e telefone e terá de concordar com um termo de condições de uso. A nota da companhia não trata da forma como os dados do usuário serão preservados.

Uma opção será o passageiro atrelar seu cadastro a seus perfis das redes Facebook e LinkedIn. Como há um limite de conexões ativas em cada um dos pontos de acesso - que variam entre 400 e 2 mil conexões - a cada 15 minutos o usuário será desconectado e terá de refazer a conexão gratuita. “Será exibida uma página com a mensagem ‘Bem Vindo de Volta’, evitando que um novo cadastro seja feito. Não há limitação do número de acessos”, garante a empresa.

Por sua vez, o Metrô vai montar “lounges” nas estações mais movimentadas - como a Sé, conexão entre as Linhas 1-Azul e 3-Vermelha, e Ana Rosa, ligação entre a 1-Azul com a Linha 2-Verde - com grama artificial e cadeiras para os passageiros se sentarem.

Locais. Neste fim de semana, o sinal será liberado nas Estações Armênia, São Joaquim, Vergueiro, Paraíso, Ana Rosa, Santa Cruz, Santana e Jabaquara, da Linha 1-Azul. Na Linha 2-Verde, as Estações Brigadeiro, Trianon-Masp, Tamanduateí e Vila Prudente terão o benefício. Já na Linha 3-Vermelha, as paradas são Marechal Deodoro, Santa Cecília, Brás, Patriarca, Carrão, Vila Matilde, Guilhermina-Esperança e Sé.

Nas estações restantes, o Wi-Fi começa daqui a duas semanas, no domingo dia 19. As Estações são São Bento, Luz, Portuguesa-Tietê, Vila Mariana e Tucuruvi, da Linha 1-Azul; Consolação, Clínicas, Vila Madalena e Sacomã, da Linha 2-Verde; e Tatuapé, Corinthians-Itaquera, Artur Alvim, Penha, República, Anhangabaú, Bresser, Belém e Palmeiras-Barra Funda, da Linha 3-Vermelha.

A Linha 5-Lilás, que está em obras e por ora atende apenas a zona sul da cidade, terá o sinal nas Estações Santo Amaro e Largo Treze, também a partir do dia 19.

http://estadao.com.br/